Carro por assinatura: vale a pena investir?

3 minutos para ler

Por Ana Carolina Oliveira

Novidade dentro do mercado automobilístico, o formato de carro por assinatura traz um novo conceito sobre ter um veículo

Você já ouvir falar em carro por assinatura? Isso mesmo, assim como nossas plataformas de streaming, assinatura de revista, jornal ou semelhantes.

O serviço de carro por assinatura trouxe uma nova lógica de consumo dentro do mercado auto. Ele oferece facilidades para aqueles que querem usufruir das vantagens de ter um carro zero sem as dores de cabeça que possuir um veículo pode gerar. Por um lado, não é necessário arcar com custos burocráticos, manutenção, desvalorização e venda, mas por outro a modalidade exige que o consumidor aceite bem o conceito do uso e não de posse.

Vamos entender mais sobre essa modalidade e quando vale a pena contratar o serviço.

O que é carro por assinatura?

O carro por assinatura é uma nova modalidade de aluguel. Com ela o consumidor garante o uso de um veículo novo por um período determinado, geralmente de 12 a 36 meses. Dentro do pacote, pago mensalmente, ainda estão inclusos os impostos e taxas (IPVA, Seguro DPVAT, Licenciamento, entre outros), seguro e manutenção preventiva do carro.

Além disso, como o consumidor não adquire o veículo, também não precisa lidar com a desvalorização ou dar entrada em um financiamento.

Mas como toda história tem dois lados, vamos apresentar alguns pontos negativos para que você avalie se o serviço compensa ou não. O primeiro é que no final do contrato não há um veículo na garagem do consumidor. Se você é um motorista que roda muito, fique atento, os planos têm limite de quilometragem. Além de continuar sendo responsável de pagar o valor da franquia.

Como funciona a modalidade?

O primeiro passo é analisar quais são suas necessidades, escolher a categoria do veículo que melhor vai te atender e orçar os valores. Depois de escolher a categoria e a companhia, analise todo contrato do aluguel. Isso inclui, as proteções inclusas e durabilidade do contrato.

É importante destacar que a maioria das prestadoras desses serviços exige que o cliente tenha 21 anos, cartão de crédito no nome do titular da locação e aprovação pela política de crédito da locadora.

Um veículo para chamar de seu

Essa modalidade traz uma experiência diferente para os amantes de veículos, afinal você usufrui, mas não é seu. Não dá para negar que acabamos nos apegando e que a sensação de ter o seu próprio veículo é muito boa.

Você que tem veículo e não pretende mudar por enquanto não se esqueça que pode contar com a Magna para cuidar da sua conquista e não ter com que se preocupar.

E você, acha que essa moda pega ou prefere um veículo pra chamar de seu? Deixe nos comentários

Você também pode gostar

Deixe um comentário