Aquaplanagem: o que fazer para evitar acidentes

3 minutos para ler

Por Ana Carolina Oliveira

Dias chuvosos e pista molhada exigem maior atenção por parte do motorista para que problemas como a aquaplanagem não provoque um acidente

 O trânsito tem seus perigos e por isso nos exige 100% de atenção, em dias de chuva então essa atenção dobra, afinal o fluxo fica bem mais denso, o veículo pode derrapar exigindo um espaço maior para frenagem. Além disso, poças de água encobrem buracos que podem também provocar danos ou acidentes.

Quando a via está molhada um outro problema comum é aquaplanagem. Já ouviu falar? Tranquilo, vamos falar sobre ela.

A aquaplanagem é fenômeno físico que ocorre quando o carro perde o contato com o solo. Perda essa causada por uma camada de aula que fica abaixo do pneu. Quando isso acontece o carro literalmente flutua, podendo deixar o motorista vulnerável e sem controle do veículo.

Dois fatores costumam colaborar para que a aquaplanagem aconteça: a espessura da água e a velocidade do veículo. Para evitar acidentes e agir corretamente nessa situação depende principalmente da nossa conduta ao volante.

Para evitar acidentes, siga algumas recomendações:

Não corra!

A alta velocidade é um dos principais fatores da perda do atrito entre o pneu e o asfalto, facilitando a entrada de água entre os dois elementos. Por isso, ande com a velocidade reduzida, mesmo que a sinalização da via indique uma velocidade superior.

Manutenção é fundamental!

Realize sempre a manutenção dos pneus, pois isso garante a sua proteção. Não deixe de calibrá-los, manter a pressão indicada pelo fabricante e realizar o rodízio. Além disso, não ande com pneus “carecas”, quando estão muito gastos podem fazer com que o veículo aquaplane com mais fácil.

E se mesmo assim ocorrer uma aquaplanagem?

Primeiro de tudo mantenha a calma e estar preparado para lidar com a aquaplanagem:

  • Retire o pé do acelerador assim que sentir que o carro já não está mais sob seu controle;
  • Não pise no freio bruscamente;
  • Segure firme no volante;
  • Quando os pneus retornarem o contato com o solo, gire levemente o volante de um lado para o outro para sentir que o veículo recuperou a aderência;
  • E claro, se acontecer algum acidente, conte com a proteção da Magna.

Gostou das nossas dicas? Compartilhe com seus amigos e acompanhe nosso blog.

Você também pode gostar

Deixe um comentário